13 de mai de 2012


Jesus, que tu possibilite a toda mulher que deseja ser mãe a receber essa graça! Ser mãe é o melhor presente que tu nos destes! É o momento em que vemos que vale a pena ter nascido mulher, é quando deixamos de sofrer pelas injustiças e desigualdades que nossa sociedade impõe ao sexo feminino. É quando sabemos que só por Deus poderíamos gerar, carregar e alimentar nossos filhos com o nosso próprio ...sangue no interior de nosso corpo. É ter outro ser humano como alguém que mesmo sem merecer seria o destinatário de nosso coração se fosse preciso. É amar até perder o fôlego... é o desejo de eternizar cada momento em nossa memória e decorar cada detalhe daquele corpinho... os dedinhos roliços, as pintinhas que se destacam na pele delicada, o olhar brilhante, o sorriso sem dentes! Ve-los crescer e sentir uma dor ao perceber que não dependem tanto de você como antes... ter que insistir para pegar no colo, quando o que mais querem é correr. Aninhar na hora do sono, segurando as pernas que já estão ficando compridas demais pra você que só tem 1,49 cm! Obrigada Senhor por poder viver esse amor tão lindo!

12 de jan de 2012

Fico triste com a falta de memória em nosso país

Outro dia travei quase uma batalha com minha amiga que disse que não agüentava a velharia de música que eu ouvia. Perguntei a ela se sabia quem estava cantando e ela disse que não sabia. Fiquei triste, como uma pessoa podia não conhecer o Rebanhão! Aí me lembrei que tenho 36 anos e que em nosso país as memórias: cultural e política são muito curtas.
Me deu uma saudade tão grande que montei uma coletânea com as músicas gospel que eram sucesso nas décadas de 70, 80 e 90 que eu conhecia e gostava. Hoje tudo é normal e possível, temos rap’s, sertanejo e dance gospel. Mas e do nascedouro desta modernidade, alguém se lembra?
Converti-me aos seis anos na Primeira Igreja Batista e nesta época nem se batia palmas durante os cultos.  No início da adolescência conheci Rebanhão, banda que surgiu em 1979 em São Paulo e esteve na ativa até 1999. Era uma banda muito diferente das que eu conhecia, tinha músicas modernas e falava de Jesus com uma linguagem muito próxima à minha! Jamires Magalhães Manso era o principal compositor da fase inicial da banda, um cara sensível, inteligente e crítico da realidade social do nosso país, ousou e criticou em plena ditadura. O Rebanhão não foi muito bem aceito por várias denominações que também tinham sua ditadura própria. Minhas músicas favoritas eram: Baião, Jesus Cristo mudou me viver e Alfa e ômega (que são cantadas nas igrejas até hoje), Jesus, super-herói e Casinha.
Carlinhos Félix era parceiro de Jamires no Rebanhão e ficou na banda até 1991, hoje tem carreira solo com lindas letras.
Da mesma época do Rebanhão, mas em estilo musical diferente eu me lembro do Grupo Elo que cantou poesias de 1970 a 1981. Grupo Logos que é filhote do Elo que iniciou em 1981 e que ainda está na ativa. Boa também foi a atuação do grupo Prisma Brasil é deles a minha música favorita: Eu não me esqueci de ti. O grupo iniciou-se em 1985 segue firme até hoje.
Gostaria muito que os novos cantores bebessem da mesma fonte que os desbravadores da música gospel beberam. Eles, além de servos... conhecedores da Palavra e escritores de letras inspiradoras eram sem sombra de dúvida bons músicos!
Cantar gospel hoje, sem memória histórica é o mesmo que fazer MPB sem conhecer Caetano, Gil, Chico Buarque, Vandré e Tom Jobim!
Obrigada desbravadores da boa música!

3 de nov de 2011

Imagem 1


O princípio e o fim

Tudo tem um início.
Toda existência tem um nascedouro.
A Bíblia diz em Gênesis, livro das origens (do universo, dos animais, do ser humano, etc) que Deus criou tudo com o poder de sua palavra. Ele disse haja e ouve! Ele fez uso do Verbo.

Vemos mais uma vez o verbo sendo citado no Evangelho de João, onde ele diz: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por meio Dele, e sem Ele nada do que foi feito se fez (Jo 1:1-3).

Jesus é o Verbo vivo de Deus, Ele estava com o Pai no momento da criação do mundo, esteve presente durante a vida dos heróis bíblicos como Sanção, Davi, Salomão, Samuel, Abraão, Isaque e Jacó. Esteve presente, fisicamente, com homens comuns, escolhidos entre a multidão, que posteriormente se tornaram discípulos do mestre e responsáveis pela propagação da mensagem de vida dada por ele.

Jesus está presente hoje, conosco. Ele sabe e conhece os nossos anseios, dores, dúvidas, alegrias, medos, decepções e, sobretudo esperanças. Veio ao mundo como homem e assim pode nos compreender e sentir a nossa dor. Se entregou voluntariamente para morrer em nosso lugar e nos religar ao Pai. Seu sangue foi derramado no madeiro como era feito no passado, para a propiciação dos nossos pecados e nos reconciliar com Deus.

O sacrifício já foi feito, Ele já se deu, Ele já morreu e também ressuscitou, ou seja, a obra já está concluída! Todo o homem que nasce já nasce sob a sombra da cruz, basta tão somente aceitar esse sacrifício! Basta tão somente abrir sua boca e confessar, pois essa é uma condição que está na Bíblia: “Se você confessar com sua boca que Jesus Cristo é O Senhor, crendo do fundo do coração que Deus O ressuscitou dentre os mortos, será salvo”.(Romanos 10 : 9).

Isso é tão simples, pois confessamos coisas o tempo todo, confessamos amizade, amor, ódio, confessamos pecadinhos e pecadões, confessamos paixonites, fofoquinhas, confessamos tanta coisa e deixamos de declarar amor a aquele que se deu por nós e ainda por cima nos ensina a não nos perdermos pelas estradas da vida.É tão simples:

- Jesus eu te confesso como meu amor, meu querido, Aquele por que minh’alma suspira e desfalece! Jesus eu confesso que creio que tu saíste de tua glória e por me amar se entregou em meu lugar. Confesso que creio que tu sofreste a morte de cruz de verdade, que aquela cena foi real e não somente efeitos especiais de um filme como o de Mel Gibson. Confesso que tu morreste e permaneceste morto por três dias, mas a morte não o deteve e tu ressuscitaste ao terceiro dia! Confesso que esse sacrifício satisfez à justiça de Deus e por intermédio dele estou reconciliada com o Pai! Confesso que não sou perfeita, que mesmo não querendo eu peco. Mas sei que o teu sangue me lava de toda a mácula e me faz limpa diante de ti. Confesso que sei que um dia tu vais voltar à terra para resgatar a todos os que creram em teu nome e eu certamente estarei entre eles! Eu te amo e te peço que me ajude a contar todas essas coisas às pessoas que estão em minha volta. Todos precisam saber que já estão reconciliados contigo e que precisam apenas fazer a confissão, com sua própria boca de que acreditam nesta verdade! Amém.

Há um porém, houve um princípio, estamos em uma parte do meio e haverá um fim, Jesus diz em Apocalipse:

“Eis que cedo venho! A minha recompensa está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o ômega, o primeiro e o último, o princípio e o fim” (Ap 22: 12 e 13)

“Certamente cedo venho” (Ap. 22:20)

Conheço muitas pessoas que possuem uma arrogância intelectual que as impedem de ver e reconhecer tudo isso que apontei. Conheço muitas pessoas que brigam pelo seu time, vestem a camisa da empresa onde trabalham, discutem e defendem sua religião, sua formação acadêmica, seus sonhos profissionais, seus amigos, mas são incapazes de assumir que acredita em tudo o que confessei anteriormente. Parece que crer é coisa de gente ignorante! Mas não é! Crer é coisa de gente sensível, inteligente, de mente aberta! Crer é reconhecer que nascemos e morreremos, mas que nossa história não acaba aqui, que carregamos a eternidade dentro de nós! Então, reflita e se crer no que aqui está, confesse você também a esse nome que está acima de todo o nome! Ame este que te ama desde Gênesis, início da vida a Apocalipse, colheita da vida!

Imagem 1: http://4.bp.blogspot.com/_6pp1F6mvwUU/TPctJ4Z7_NI/AAAAAAAAF3A/sEidA-c36o8/s1600/alpha_and_omega_copy.jpg

2 de nov de 2011

Esquecemos que Deus é amor
Por 
Paulo Roberto Gaefke


Esquecemos que Deus é amor,
Quando acreditamos que nascemos para a dor.
Esquecemos que Deus é amor,
Quando paramos de lutar e nos perdemos no rancor.
Esquecemos que Deus é amor,
Quando caímos e não nos levantamos, como as pétalas da flor.
Esquecemos que Deus é amor,
Quando acreditamos em inferno ardente e eterno,
Como se Deus fosse vingativo, mestre do horror.
Esquecemos que Deus é amor,
Quando queremos vingança, seja lá pelo que for.
Esquecemos que Deus é amor,
Quando não estendemos a mão para o próximo.
Quando deixamos o orgulho virar nossa marca.
Quando nos consideramos um "ser superior".
Quando o que nos move é a conquista material,
Quando deixamos a família em segundo plano,
Quando ferimos a lei natural e matamos,
Quando perdemos o caráter e roubamos.
Sim, Deus é amor!
E todo o seu amor se espalha de forma generosa pelo mundo.
Deus está na oportunidade diária de recomeçar.
Na chance única de compartilhar, de ajudar.
Deus está presente nas forças que nos movem,
Na sabedoria dos mais velhos, na energia do mais jovem.
Na água que insiste em correr para o mar,
Nos ventos que levam as impurezas que criamos,
Na chuva que lava o dia e perfuma a tarde,
No arco-íris que colore o céu.
Deus está no coração do aflito,
Na esperança do doente,
Na criança que nada lê nada sabe, mas sente,
Que Deus existe e está em toda parte.
Que você seja banhado pelo seu amor.
Que o seu coração seja tocado,
Que a razão te guie, livre ao encontro do Criador,
Que te ama sobre todas as coisas,
Porque antes de qualquer coisa, Deus é amor.

9 de out de 2011

Vale de ossos secos

Sempre que vejo em programas jornalísticos que foram encontradas ossadas humanas sinto um mal estar muito grande.
É muito triste ver um ser humano, que viveu, sonhou, amou e foi amado se tornou simplesmente um amontoado de ossos.

No livro de Ezequiel 37.1-14 vemos que o profeta teve uma experiência marcante em um vale de ossos secos. Certamente uma visão estarrecedora, um cemitério a céu aberto... milhares de ossos empilhados por todos os lados e ele ali.

Deus dá a Ezequiel a orientação de que profetize sobre os ossos para que eles voltem à vida e assim ele o fez. Imagine que loucura o barulho dos ossos se movendo, se juntando e ficando de pé! Imagine que imagem impressionante os nervos, carne e pele ressurgindo sobre as caveiras! E Deus ainda devolveu a esses seres advindos do túmulo um novo espírito! Essa cena é digna de Steven Spielberg!

Hoje ouvi uma música linda de uma banda que se chama Ministério Ipiranga. Ela fala da vida das pessoas que sem esperança mais parece o vale de ossos secos visto por Ezequiel. Assim como Deus deu ao profeta a direção de dar ordem aos ossos assim também podemos hoje dar ordem às circunstancias de nossa vida que para que ressuscitem!
Imagem 1


Meu desejo é que possamos aprendam o poder que temos em Deus! Aliando a nossa fé à palavra poderemos conquistar muitas vitórias em áreas de nossas vidas que julgamos mortas.  

Ressuscita o vale de ossos secos!

Ressuscita - Ministério Ipiranga


O que posso ver,
Senão um vale de ossos secos.
O que posso dizer,
Se já se foi a esperança.
Nossa vergonha, está exposta,
Debaixo do sol, Há muito tempo.
Se foi a Alegria, não há Espírito, não há Palavra...
Filho do Homem, mude a história,
Com tua boca...
Profetiza!
Volte Alegria, Venha Espírito, Haja Palavra!
Ressuscita!
Oh terra que estava morta
Oh Vale de ossos secos...
Volte a respirar
Posso ouvir,
O som do avivamento
A Morte tornando vida
Ressuscita!
Vida! Eu profetizo sobre ti a vida!
Receba sobre ti, a vida!
Vida de Deus..!!
Vida, eu profetizo sobre ti a vida!
Receba sobre ti, a vida
Vida de Deus!!!

imagem 1: http://3.bp.blogspot.com/-jDcS4A9MG-E/TlVnExQbq_I/AAAAAAAABT8/N9YsFqOBEGI/s1600/Vale_de_ossos_secos.jpg